Oito de Copas

8C-shsc-crop

Ela tinha que deixar tudo aquilo para trás. Ela sabia. Naquela época, ela era Nina. Não Carolina. Ela não tinha paciência, hoje ela tem. Era egoísta (isso, na verdade, ela ainda é). De qualquer forma, ela evoluiu. Pronto. Fim de papo.

Droga. Por que teve a brilhante ideia de fazer uma busca nos e-mails antigos? Por que achou aquela conversa e decidiu ler? Não era nada demais. Uma conversa como tantas outras que eles tinham durante o dia. “Comprou café? Tem pilha em casa? Amanhã viajo cedo…”. Palavras simples, mas que perfuraram seu coração como uma espada. Nelas, amor e carinho transbordando de um lado e o tédio e desinteresse aparecendo do outro. Do seu lado.

Deixa disso, Carolina. Nina não existe mais. Fecha a janela do e-mail, limpa as lágrimas, mergulhe de cabeça neste oceano que é o seu interior e abra espaço para a Carol nascer em você.